Árvores do Morro

 Tabebuia impetiginosa, Ipê-roxo, Handroanthus impetiginosa, Apiaí

Ipê-roxo

Handroanthus impetiginosa

 

 Tabebuia impetiginosa, Ipê-roxo, Handroanthus impetiginosa, Apiaí

Pertence a família Bignoniaceae.

Nome popular: Piúva, ipê-rosa, pau-d'arco, piúna, ipê-roxo, ipê-roxo-de-bola, ipê-una, ipê-roxo-grande, ipê-de-minas, piúna-roxa.

É uma árvore nativa da Mata Atlântica brasileira.

A reclassificação recente do gênero Tabebuia colocou como mesma espécie a Tabebuia impetiginosa e a Tabebuia avellanedae, mas há discordância de botânicos brasileiros.

É encontrada tanto na Floresta Pluvial Atlântica como na Semidecidual e pode ocorrer também no cerrado.

Encontrada também em diversos países das américas, como:

Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana Francesa, Paraguai, Peru, Suriname e Venezuela, na América do Sul; em El Salvador, Costa Rica, Guatemala, Honduras, Nicarágua e Panamá, ma América Central, e no México (América do Norte).

Árvore decídua, de crescimento rápido, com altura de 8 a 12 m, pode chegar aos 30 m no interior da mata. Suas folhas são compostas com 5 folíolos grandes, como a maioria dos ipês. São coriáceas ou subcoriáceas.

Usos:

É muito usada em arborização urbana no sudeste e centro-oeste do Brasil.

A madeira apresenta boa durabilidade e resistência contra organismos que dela se alimentam (xilófagos), sendo difícil de serrar ou pregar. Utilizada na construção civil, currais, acabamentos internos, instrumentos musicais e bolas de boliche.

Da casca, são extraídos os ácidos tânicos e lapáchico, sais alcalinos e corante que é usado para tingir algodão e seda.

Uso medicinal:

O ipê-roxo é muito usado em medicina popular no combate de câncer e inflamações; o extrato da entre casca é depurativo e bactericida. Conhecida por lapachol, a substância tem o poder de inibir o crescimento de tumores malignos e, ao mesmo tempo, reduzir a dor.

Da entrecasca faz-se um chá que é usado no tratamento de gripes e depurativo do sangue. A casca da espécie está entre os produtos amazônicos, com reconhecido poder medicinal, mais procurados.
As folhas são utilizadas contra úlceras sifilíticas e blenorrágicas. A espécie também tem propriedades anticancerígenas, anti-reumáticas e antianêmicas.
O ipê-roxo também é usado como recurso medicinal no estado do Mato Grosso para tratamento de diabetes mellitus.

logogo2  

Foto Galería