Árvores do Morro

Árvores do Morro - Suinã

suina 

Suinã

Erythrina velutina

 

 Erythrina velutina1

É uma árvore nativa da Mata Atlântica e do cerrado brasileiros, presente nas margens dos rios entre os estados do Espírito Santo e Santa Catarina, e na região nordeste do país.

Outros nomes populares: mulungu, canivete, corticeira, corticeira-do-banhado e eritrina.

Simbolicamente, ela é conhecida por possuir alto poder de regeneração. Mesmo quando cortada, a árvore de mulungu renasce ainda mais forte e florida. Muitas pessoas usam suas folhas em chás, devido à sua propriedade calmante.

Mede entre 3 a 5 metros, possui caule espinhoso e folhas grandes. Suas flores são vermelhas vistosas em forma de candelabro.

logogo2  

Foto Galería

 

 

Árvores do Morro - Cambuí

Cambuí, Psidium sartorianum, Apiaí 

Cambuí

Psidium sartorianum

 

Cambuí, Psidium sartorianum, Apiaí 

É uma árvore brasileira ameaçada de extinção no estado de São Paulo, onde sua distribuição é restrita e não é encontrada em unidades de conservação.

A árvore é de grande beleza, pelo seu tronco quase branco e copa alta e densa.

Há desacordo sobre a classificação da planta. Alguns autores a consideram como Calyptropsidium sartorianum (O. Berg) Krug & Urb.

Altura de 12 a 16 m, copa globosa densa. Perenifólia, xerófita e secundária, exige solos férteis, profundos e bem drenados.

Tronco ereto pouco sulcado, de diâmetro até 40 cm, casca lisa clara.

Folhas simples, opostas, coriáceas, glabras, de comprimento até 5 cm.

Flores pedunculadas brancas, de agosto a setembro.

Os frutos são pequenas bagas globosas, de até 15 mm de diâmetro, superfície irregular, de cor amarela e polpa carnosa, com 1-2 sementes por lóculo. Amadurecem a partir de novembro e são muito procurados por várias espécies de pássaros.

Ocorre na América Central, incluindo Caribe, no México, e na América do Sul: Bolíva, Brasil (de São Paulo até o Pará), Colômbia, Equador, Guiana e Guiana Francesa.

No Brasil, é mais encontrada na Amazônia, mas também nas matas pluviais e semidecíduas. Apesar da grande área de distribuição, sua freqüência é ocasional e a dispersão descontínua.

logogo2  

Foto Galería