Lianas / Cipós

images/yootheme/logogavinhas.png

Lianas, Cipós e Trepadeiras do Morro - Fruto-de-papagaio

Flor do Fruto-de-papagaio - Cópia

Fruto-de-papagaio

Manettia paraguariensis

 

Manettia paraguariensis Fruto-de-papagaio2

Liana, cresce em ambientes como bordas de trilhas, bordas da mata e beiras de estrada com alguma vegetação arbustiva estabelecia.

Aparentemente prefere locais úmidos.

Suas flores são diminutas, porém de exuberante beleza, polinizadas pelos beija-flores Phaethornis eurynome, P. squalidus e Thalurania glaucopis, assim como pelas borboletas Heliconius besckei ; H. erato phyllis e H. sara apseudes. (PASSOS & SAZIMA, 1995 apud. MARINERO, 2010).

A dispersão se dá com a deiscência dos frutos, que liberam as sementes aladas, dispersas por anemocoria. (MACIAS, 1998).

logogo2  

Foto Galería

  • Flor_do_Fruto-de-papagaio_-_Cópia
  • Manettia_paraguariensis_Fruto-de-papagaio2
 

 

Lianas, Cipós e Trepadeiras do Morro - Cipó-de-São-João


 

Cipó-de-São-João

Pyrostegia venusta

 

Pyrostegia venusta

Conhecida popularmente como: flor-de-são-joão, cipó-de-são-joão, cipó-bela-flor, marquesa-de-belas, cipó-pé-de-lagartixa, cipó-de-lagarto.

Nativa em quase todo Brasil, é uma trepadeira lenhosa, encontrada em beira de estradas, barrancos e cercas. 

O nome vem do seu uso em festividades juninas de São João. 

A multiplicação é por meio de estacas ou sementes. 

Começa a florescer em maio e vai até o mês de setembro, variando em cada estado do Brasil. 

Possui propriedades medicinais e tóxicas.

logogo2  

Foto Galería

  • Pyrostegia_venusta